Amadeo Luciano Lorenzato 1900-1995

Amadeo Luciano Lorenzato

Pintor autodidata e
Franco atirador

 

 

Não tem escola
Não segue tendências
Não pertence a igrejinhas

Pinta conforme lhe dá na telha

Amém

 

1948

Pouco conhecido pelo público e pelos críticos durante sua vida, Lorenzato assinou e datou suas pinturas quando eles deixaram seu estúdio. Apesar de datados, não podemos saber exatamente quando eles foram pintados ou concluídos. Ele passeava por Belo Horizonte, procurando cenas da comunidade, quase como um cronista de seu tempo.

 

À primeira vista, seu trabalho lembra a arte popular, mas Lorenzato estava firmemente embasado pela arte clássica. O homem de origem simples, um pintor de paredes, que nunca deixou sua cidade natal até 1920, tornou-se cidadão do mundo quando se mudou para a Itália, fugindo com sua família da epidemia de gripe espanhola que assolava Belo Horizonte.

 

Ao chegar à Itália, ele trabalhou na reconstrução da cidade de Asiero, destruída durante a Primeira Guerra Mundial, e em 1925 se matriculou em seu primeiro e único curso formal de arte, na Reale Accademia delle Arti, em Vicenza, onde começou a pintar no cavalete. Depois de terminar seus estudos, Lorenzato partiu para Roma, onde conheceu o artista holandês Cornelius Keesman. Com seu novo amigo, ele percorreu vários países europeus, como França, Áustria, Bulgária e Turquia. Ele foi separado de seu amigo holandês quando viajaram para o Oriente, quando ele foi barrado por possuir um passaporte italiano.

 

 

Durante a Segunda Guerra Mundial ele trabalhou na construção e em uma fábrica de artefatos. Naquela época, quase 500 obras suas foram destruídas durante um ataque aéreo. Ele se familiarizou com a pintura renascentista italiana e leu a obra do artista e arquiteto Giorgio Vasari.

 

Lorenzato voltou ao Brasil em 1948, casado com uma italiana. No navio, ele foi contratado para trabalhar em um hotel em Petrópolis, no estado do Rio de Janeiro, e pouco depois mudou-se para Belo Horizonte. Aposentou-se aos 56 anos após sofre um acidente. A partir de então, dedicou-se totalmente a pintura. Ele realizou sua primeira exposição individual aos 67 anos.